4 de março de 2021

Mesmo sendo vereador mais votado de Cafelândia, Bugrão ainda tem destino incerto

Com 675 votos o candidato a vereador e ex-prefeito de Cafelândia Bugrão (DEM) foi o mais votado deste domingo, 15. No entanto, ele ainda não pode comemorar a vitória já que candidatura foi Indeferida com Recurso pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Indeferido com recurso: Candidato não regular e com pedido de registro julgado indeferido; no entanto, há recurso interposto contra essa decisão e aguarda julgamento por instância superior.

Bugrão responde pela Lei da Ficha limpa (LC 64/90) e ausência de requisito de registro. Nos resultados do site do próprio TSE, o candidato aparece com a informação “Anulado sob judice” e com a situação “Não Eleito”. No entanto, essa decisão ainda pode mudar.

Neste ano, o TSE passou a divulgar o voto de todos os candidatos concorrentes, independentemente da situação do seu registro e da destinação dada a seus votos: se válidos, anulados “sub judice” (que ainda aguardam a confirmação de sua validade) ou anulados definitivamente.

Se um candidato “sub judice”, como Bugrão, tiver votos suficientes para vencer, o resultado da eleição na cidade será considerado indefinido até decisão da Justiça. 

Se o cenário mudar, quem perde a vaga na Câmara de Vereadores de Cafelândia é o candidato reeleito Rodrigo Diefenthaler do MDB, que obteve 298 votos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: